casos clínicos

Implantes Dentários e Reabilitação Oral

A Implantologia é a área da Medicina Dentária dedicada à reabilitação de dentes ausentes, através da colocação de Implantes – peças criadas em titânio e zircónia que funcionam como uma raiz artificial para suportar pontes ou coroas.

Este é o tratamento que recomendamos quando existe uma perda total ou parcial da dentição dos nossos pacientes. Nestes casos, o nosso objetivo devolver as funções básicas de fonética, oclusão e mastigação. Felizmente, os avanços na área da medicina, permitem-nos aliar esta funcionalidade a uma estética natural e harmoniosa, devolvendo o prazer e a vontade de sorrir aos nossos pacientes.

Em casos em que houve a perda total da dentição em pelo menos um dos maxilares, já é possível, com a solução “Dentes em um dia”, criar em 24 horas um novo sorriso, mais harmonioso e que vá ao encontro das expectativas e fisionomia de cada paciente.

O nosso objetivo é criar uma solução duradoura e completa para a perda de dentes, devolvendo a função, o conforto, e a estética do sorriso.

consulta de implantologia

As Pontes e Coroas são peças protéticas trabalhadas em Zircônia, colocadas sobre os implantes dentários de forma a devolver a funcionalidade e estética ao sorriso dos nossos pacientes. Estas são as soluções a que recorremos quando se pretende substituir somente algumas das peças dentárias. 

A coroa dentária substitui somente um dente, enquanto que a ponte substitui uma série de dentes sequenciais. 

Quando existe uma perda dentária, é essencial fazer o tratamento com recurso a implantes e próteses de forma rápida. Assim que existe um espaço entre os dentes, os seus “vizinhos” têm tendência para se “movimentar”, o que pode causar desalinhamento dentário, problemas mastigatórios, e em casos extremos, pode chegar a comprometer a estrutura óssea do maxilar, sendo posteriormente necessário recorrer a tratamentos bastante mais invasivos e desconfortáveis para o paciente.

Numa primeira consulta, o Médico Dentista responsável faz o diagnostico de toda a condição oral do paciente, recorrendo a exames que permitem determinar com exatidão se o tratamento com recurso a implantes é o indicado para o caso, quantos implantes serão necessários e quais as peças protéticas mais adequadas.

No caso do tratamento de implantologia ser o indicado, na segunda consulta será feita a colocação dos implantes, removendo primeiro se necessário as peças dentárias danificadas. Após o período de cicatrização serão colocadas as coroas dentárias (peças protéticas), de forma a replicar a dentição natural.

coroa dentária pronta

A solução de “Dentes em um dia”, também denominada de tratamento de Carga Imediata, procura devolver a funcionalidade de todo um maxilar em 24 horas! 

Esta é a solução quando os pacientes apresentam uma dentição bastante danificada, com poucas peças saudáveis. 

Quando se verifica esta perda dentária acentuada, é muito importante recorrer a tratamentos de implantologia de forma rápida e eficaz. Assim que perdemos dentes existe um processo de remodelação óssea e gengival (retração dos tecidos duros e moles) da nossa cavidade oral, ou seja, tanto osso como gengiva começam a desaparecer, necessitando em alguns casos de regenerações ósseas e gengivais para repor a estrutura perdida.

Numa primeira consulta, o Médico Dentista responsável irá fazer uma analise de toda a cavidade oral do paciente, recorrendo a exames que permitem determinar com exatidão se o tratamento com recurso a implantes é o indicado para o caso, quantos implantes serão necessários e que tipo de coroa  (peças protéticas) ou reabilitação está indicada para o seu caso.

Numa segunda consulta, caso o tratamento de implantologia com recurso a uma prótese fixa total seja o mais indicado, cria-se um molde digital da cavidade oral do paciente sobre o qual é planeada a colocação de implante e a futura prótese fixa. O molde digital (em alguns casos analógico) da prótese fixa é posteriormente enviado para um laboratório, que no mesmo dia, irá entregar uma versão provisória da peça protética, feita com materiais mais adequados à fase de cicatrização.

Da parte da manhã, serão colocados os implantes dentários na arcada do paciente.

Da parte da tarde, será colocada então a prótese provisória feita com materiais apropriados à fase de cicatrização que deverá permanecer com o paciente por seis meses.

Após terminada a fase de cicatrização, será colocada a ponte total definitiva trabalhada de forma individual e personalizada às características e condições de cada paciente, de forma a trazer resultados duradouros, estéticos e funcionais.

FAQ sobre Implantes Dentários:

Não, na Clínica Cerejeira e Leão qualquer tratamento que possa causar desconforto ao paciente, é sempre acompanhado de anestesia. Em tratamentos mais complexos e demorados é possível recorrer a sedação consciente permitindo manter o paciente mais relaxado e confortável durante o tratamento.

A sedação consciente inalatória é extremamente segura, permitindo ao paciente manter o seu estado de alerta e responder a instruções simples, com a vantagem adicional de o seu efeito desaparecer assim que a consulta terminar, sendo mais confortável para o paciente após o tratamento.

Sim, hoje em dia dispomos de técnicas de regeneração ímpares em Medicina Dentária, através de novos materiais de enxerto que permitem realizar aumentos ósseos verticais e horizontais, de forma a corrigir defeitos que anteriormente poderiam impossibilitar a colocação de implantes.

Na Clínica Dentária Cerejeira e Leão usamos implantes dentários de referência mundial, que aliamos às melhores e mais eficazes tecnologias existentes no mercado. Os implantes dentários são feitos em titânio ou zirconio de alta qualidade, um material biocompatível, que com o tempo se vai integrar no osso. Esta união permite a ancoragem do implante no osso forte e durável para as novas peças dentárias, que se irá traduzir numa dentição estável. Com implantes dentários deixam de existir problemas relacionados com a mastigação, permitindo também uma higiene mais cuidada, semelhante à de uma dentição natural.

O processo de colocação dos implantes é rápido, indolor e muito simples, podendo demorar o tempo normal de uma consulta dentária, dependendo obviamente do numero de implantes colocados, por exemplo a colocação de implantes numa arcada pode  demorar 2 horas quando se realiza o tratamento de “Dentes em um dia”. Após a colocação da prótese fixa, os resultados podem ser bastante duradouros, ultrapassando os 10 anos quando todos os cuidados e recomendações oferecidas pelo médico dentista são tomados em conta. Para assegurar que os tratamentos têm a maior durabilidade possível, mantendo os efeitos funcionais e estéticos, recomendamos uma combinação de manutenção diária praticada pelo paciente, e manutenção regular, que deve de ser realizada pelo médico higienista de referência a cada 6 meses.

É muito frequente o paciente colocar esta pergunta ao Médico Dentista, é também muito importante que todos os paciente entendam que em alguns casos os implantes falham e precisam de ser removidos.

Estudos têm mostrado continuamente que os implantes têm uma alta taxa de sobrevivência. No entanto, os implantes são um dispositivo médico; devemos lembrar que, nenhum dispositivo médico garante uma taxa de sucesso de 100%, e neste caso os implantes dentários têm um desempenho semelhante. 

Além disso, existem muitos fatores de risco que podem ter efeitos adversos na taxa de sobrevivência do implante:

 – histórico clinica do paciente (paciente com dificuldades motoras, que tomam bifosfonatos, cancros, doenças auto-imunes, etc.) 

 – histórico de doença periodontal

 – fatores iatrogênicos 

 – má higiene Oral.

Embora não possamos garantir o sucesso de um dispositivo médico, a grande maioria dos pacientes pode esperar um mínimo de cinco a 10 anos de função ou mais com uma alta taxa de sucesso.

Para evitar a perda de uma implante é importante a manutenção de consultas de rotina com o higienista de referência, os cuidados dentários/com implantes são para ser mantidos durante toda a vida e o paciente não pode descuidar a sua higiene. O programa de manutenção consiste em 2 etapas:  

1 – Manutenção diaria – feita em casa com recurso aos materiais de higiene (escovagem, fio dentário, raspador de lingua, escovilhão, passa-fios, aparelho de jato de água, elixires, pastas dentífricas).

2- Manutenção Periódica – deve de ser feita pelo dentista/higienista oral de 6-6 meses

  • Desaparafusamento dos parafusos que fazem ligação das próteses definitivas fixas aos implantes propriamente ditos (a coroa começa a abanar).
  • Placa bacteriana e tártaro.
  • Perda de inserção óssea associada a infeção: Peri-implantite.
  • Desgaste e/ou fratura das próteses e/ou componentes.
  • Alterações biológicas normais a nível ósseo e de tecidos moles (gengiva) que levem a uma reformulação da adaptação das estruturas definitivas à gengiva.

Cuidar dos seus Dentes/implantes é um pouco como fazer desporto, se persistir não tarda a obter resultados visíveis.

O uso de próteses removíveis, é um tratamento que está a cair em desuso uma vez que prótese causa muito desconforto na maior parte dos pacientes, alterando a dicção e levando a perda óssea.

O uso de implantes dentários e peças protéticas fixas vão ajudar a que se sinta mais  confortável.

Marque agora a sua consulta

Contactos