J05B5291

Doutor, vai-me restaurar o dente com chumbo preto?

A medicina dentária está em constante (r)evolução, e os materais restauradores são um bom exemplo de tal.

As cerâmicas dentárias, que existem sobre diversas formas (Dissilicato litio, feldspáticas, zirconia), apresentam-se como o material de eleição na reposição da estrutura dentária perdida, pois são os materiais que apresentam melhor sobrevivência a longo prazo pela sua resistência à fractura, estabilidade de cor e menor degradação em meio oral. Já as resinas compostas, apresentam-se como alternativa mais económica e mais fácil de reparar em caso de fractura, em todo o casa com menor durabilidade face à sua menor resistência tanto às forças mastigatórias como ao ambiente oral.
Tendencialmente grandes restauros (Como restauração de dentes endodonciados) são candidatos a cerâmicas, enquanto que para restauros de menor dimensão (pequenas cáries), a resina composta pode ser a melhor alternativa.

A execução deste trabalho pode ser de forma direta ou indirecta, com recurso a compósito ou cerâmica. As cerâmicas levam a melhor face aos compósitos no que diz respeito à estabilidade de cor e resistência a longo prazo, devendo ser consideradas o material restaurador de eleição.

Tags

Categorias

Marque agora a sua consulta

Contactos